Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ensino em Geografia - Iniciação à Prática Profissional I

V Jornadas do Mestrado em Ensino de Geografia - IGOT

30.06.22 | Patrícia Anjos

V-Jornadas-Mestrado-Ensino-Geografia.jpg

Olá olá a todos!!

Hoje venho falar-vos de um acontecimento que decorreu no passado dia 24 de Junho. Falo das V Jornadas do Mestrado em Ensino de Geografia!! Peço desde já desculpa se este post ficará muito grande, mas realmente aconteceu mesmo muita coisa neste dia e que tenho mesmo de partilhar com vocês!

No início estive um pouco reticente em participar neste evento devido à quantidade de trabalhos que temos de concluir nas diversas unidades curriculares. No entanto, sabendo a importância deste evento e quanto enriquecedor seria, tomei a decisão de participar. Para juntar a isto, o Professor Sérgio Claudino fez-me o convite para ser a representante dos alunos do mestrado em ensino de geografia, na sessão de encerramento. Apesar de ser uma grande responsabilidade, também foi uma grande honra para mim e decidi aceitar (desde já agradeço novamente ao professor pela confiança depositada em mim e pelo convite )!!

Segue em baixo o programa destas jornadas:

1 jornadas.jpg

2 jornadas.jpg3 jornadas.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estas jornadas anuais, servem como espaço de debate e discussão, de partilha, entre alunos, ex-alunos, professores de diversas escolas e professores da própria universidade. São partilhados trabalhos elaborados pelos alunos (ou ex-alunos) em qualquer uma das unidades curriculares à escolha, assim como estratégias de ensino que os professores utilizam nas suas aulas nas escolas. 

Na sessão de abertura das jornadas, esteve presente a Professora Drª Hélia Oliveira, do Instituto da Educação (IE), o Professor Drº José Manuel Simões, Presidente do IGOT, a mestranda Inês Oliveira do 2º ano, e o Professor Drº Sérgio Claudino (da esquerda para a direita na foto em baixo).

IMG_20220624_100445.jpg

A primeira palavra foi dada ao Presidente do IGOT, onde o Prof. Drº José Simões realçou principalmente o problema da falta de professores, nomeadamente de Geografia. Houve anos onde este mestrado de ensino nem sequer abriu, pois, não havia pessoas dispostas a seguir esta profissão da docência. No entanto, principalmente nos últimos anos, este mestrado, em especial, tem uma grande afluência de candidatos, atingido o dobro ou o triplo do número de vagas. Este ano, por exemplo, existem mais de 70 candidatos para 20 vagas. O professor José Simões informou-nos ainda, que o IGOT foi contactado pelo Ministro da Educação que fez uma proposta de modo a "resolver" esta questão da falta de professores. Então, o Ministro queria que professores estrangeiros viessem para Portugal lecionar, sendo que estes tinham uma espécie de "via verde", onde sem necessitarem de nenhuma formação extra, passavam à nossa frente nas colocações nas escolas. Como é óbvio, e sem dúvida que concordo com a decisão que os superiores do IGOT deram, foi um grande NÃO. Não é nada justo, professores que não têm conhecimento das nossas disciplinas, dos nossos conteúdos, da forma como são lecionadas as aulas, passem à frente de nós, por exemplo, futuros professores de geografia, que estamos dois anos (ou mais) a fazer o mestrado para podermos lecionar ou efetivar. 

Por isso agradeço ao IGOT por não aceitarem esta proposta do Ministro! 

De seguida, foi dada a vez à Profª Drª Hélia Oliveira, onde concordou com o que o Profº José Simões referiu, reforçando também a crescente necessidade da formação de mais professores no nosso país. Ainda nos congratulou por ingressarmos neste mestrado e por sermos "corajosos"! 

A minha colega Inês, do 2º ano no mestrado, realizou um discurso muito interessante, que eu não poderia fazer melhor! Onde falou sobre a vocação e sobre o que nos leva a ingressar neste mestrado.

Por fim, mas não menos importantes, chegou a vez do Professor Sérgio encerrar com esta sessão de abertura. Abordou o início deste mestrado, quando foi criado, assim como a importância deste. A criação deste mestrado deveu-se a uma petição pública, onde o IGOT esteve presente “Por uma formação autónoma dos professores de Geografia e História. Por uma formação inicial de qualidade”, entregue em 2011 na Assembleia da República e discutida no ano seguinte. Assim, em 2014 foi criado o Mestrado de Ensino em Geografia no 3º Ciclo do Ensino Básico e no Secundário, assim como o de História para os mesmos anos de escolaridade. Antes, estas duas disciplinas estavam no mesmo mestrado, ou sejam, o professor que tirasse este mestrado poderia lecionar em história e em geografia.

O professor Sérgio disse ainda, como "brincadeira" que se encontra num projeto que se destina a evitar tsunamis, mas tal como o professor diz, ele não é o mais indicado para estes temas, e referiu ainda que se houvesse algum ele seria o primeiro a ser levado por este.

Ah e Professor Sérgio, não são os professores de Matemática os mais inteligentes, mas sim os de Geografia!! 

Ora, tal como puderam verificar no programa presente mais acima, as apresentações desta jornada estão divididas em duas salas, metade será na Sala de Conferências Jorge Gaspar e a outra metade na Sala 1.2 do IGOT.

Como a minha apresentação e da minha colega Ana seria na sala de conferências, decidimos assistir às participações nesta sala, até porque haverá um trabalho apresentado por colegas nossos que gostaria de assistir. 

Assim irei apenas comentar as apresentações que assisti, na sala de conferências Jorge Gaspar. 

A primeira apresentação foi feita pelo Professor Luís Miguel Almeida (Moderador desta primeira mesa de apresentações) do Colégio Atlântico, onde abordou as perceções e as competências na avaliação dos professores de Ciências Sociais e Humanas da zona pedagógica de Lisboa e Península de Setúbal (fotografia em baixo). Foi uma apresentação interessante, onde se concluiu que os professores questionados para este estudo, evidenciaram uma perceção de si próprios satisfatória em relação aos seus conhecimentos e capacidades de avaliação. Ficou ainda claro que é necessária uma maior e melhor formação em termos da avaliação, tanto na formação inicial de professores como na contínua dos mesmos. 

IMG_20220624_103302.jpg

A seguir, passámos para a apresentação de uns alunos do Colégio de Santa Doroteia, em Lisboa, relativo ao trabalho que apresentaram este ano no Projeto Nós Propomos intitulado: "Pretérito Imperfeito". Neste trabalho de pesquisa, os alunos escolheram como área de estudo a Rua D. Sebastião da Pedreira, em termos das condições desta, da sua história e dos vários aspetos que poderiam e deveriam ser melhorados. Para os alunos chegarem a esta conclusão efetuaram pesquisas bibliográficas, entrevistas e inquéritos a moradores dessa rua, assim como a especialistas desse ramo, incluindo a minha colega Simone enquanto futura professora (A Simone estagiou nesta escola, com estes alunos, e ajudou-os a orientar este mesmo trabalho). Estes alunos concluíram que estas ruas com história não devem ser esquecidas, não devem perder a sua identidade para a modernidade, apenas tem de ser tratada, melhorando, mas sem perder a sua essência. (Aqui decidi não inserir nenhuma foto dos alunos que apresentaram o projeto, por serem menores de idade, mas deixo uma foto da capa da sua apresentação).

IMG_20220624_105038.jpg

A terceira participação foi de uma aluna do 2º ano do mestrado, a Laís Mata, com a apresentação intitulada: "Oficina do Saber: Visita de Estudo a Lisboa". Aqui, a aluna apresentou a interdisciplinariedade entre várias disciplinas no realizar desta visita de estudo, tais como: ciências naturais, educação visual, história, inglês, TIC e como é claro, geografia. Esta visita de estudo baseou-se no tema: População e Povoamento, subtema: Mobilidade, Áreas de fixação humana, tendo como principais objetivos: "Caracterizar as funções das cidades: residencial, comercial, industrial, político-administrativa, cultural e religiosa" e "Relacionar as diferentes plantas com a evolução ou o planeamento das cidades". O objetivo desta visita de estudo, por parte dos alunos de uma turma do 3º ciclo, passa por vários conhecimentos que os alunos aprenderam e adquiriram, tais como:

  • Elaborar trabalhos na Plataforma Canva;
  • Realizar trabalhos de pesquisa com guiões;
  • Utilizar a ferramenta Google Maps;
  • Analisar e explorar plantas urbanas em papel;
  • Elaborar e publicar trabalhos na plataforma Padlet.

IMG_20220624_110533.jpg

De seguida, foi uma das apresentações que eu mais queria ver, pois, tratou-se da apresentação dos meus colegas Simone e Tiago. A apresentação deles disse respeito a um trabalho efetuado na unidade curricular de Metodologia de Ensino em Geografia, intitulado: Jogo de Papéis sobre a Exploração de Lítio. Este trabalho envolve assim uma estratégia de ensino, lecionada nessa unidade curricular. Aqui, explicaram no que consiste o Jogo de Papéis, sendo uma estratégia que se define como a recriação de uma situação de um problema real, onde os alunos devem representar vários papéis que são previamente atribuídos, sobre vários aspetos desse problema, incrementando o espírito de argumentação dos alunos. Aliada a esta estratégia, os meus colegas conseguiram articular com um problema que é muito atual e muito debatido, como a exploração de lítio em Portugal, onde aqui uns alunos representam as pessoas a favor desta exploração e outros contra.

IMG_20220624_112301.jpg

A penúltima apresentação da parte da manhã foi dedicada ao meu colega madeirense do 2º ano, o Pedro Henriques, onde abordou a sua visita de estudo com os seus alunos, no estágio, intitulando esta de "O Aqueduto das Águas Livres pela Tarde". Nesta visita de estudo, de alunos do secundário, estes puderam visitar o Museu da Água e visitar o Aqueduto das Águas Livres. Claro que ao longo da visita, o Pedro teve o cuidado de informar os alunos sobre o que iriam ver e fazer, dando-lhes também uma ficha/guião com indicações sobre o que ver e fazer. No fim desta visita de estudo, decorrente do que os alunos observaram e aprenderam, estes tiveram de, em grupo, elaborar um póster, com diversos aspetos presentes na visita de estudo.

IMG_20220624_113138.jpg

Por fim, foi a vez do colega João Canelas, do 2º ano do mestrado, onde nos apresentou o seu trabalho "Vamos salvar a Costa da Caparica". Aqui, voltamos novamente ao Jogo de Papéis, onde os alunos foram divididos em grupos, cada grupo ficou responsável por um coordenador/entidade relacionado com o ambiente/ocenanos, e estes depois teria de apresentar cerca de 7 argumentos que defendam as suas ideias, debatendo com as dos restantes grupos. Os alunos foram depois avaliados em termos do debate que participaram, tendo em conta a forma como cada um defendeu os seus argumentos.

IMG_20220624_114329.jpg

Depois de um curto intervalo, tivemos o prazer de ouvir a Professora Fátima Velez de Castro da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, onde nos apresentou os diversos riscos que existem no ensino da Geografia em Portugal a nível curricular. Foi uma sessão muito interessante no meu ponto de vista, tendo assim também as perspetivas de um Professor.

IMG_20220624_122643.jpg

Sendo esta a última apresentação da parte da manhã, seguimos então para a pausa para o almoço, mas antes, ainda houve tempo para uma fotografia de grupo. Apesar de a maioria dos presentes pertencer ao IGOT (alunos e professores) também houve outros participantes, como por exemplo, o meu namorado, que se candidatou a este mesmo ensino, e quis participar e tentar perceber a dinâmica destes eventos e jornada, esperando que para o ano ele já possa estar presente e participar, mas como aluno!! 

Jornadas dos Mestrado em Ensino de Geografia 24 de

Às 14:30h iniciou-se mais uma rodada de apresentações de trabalhos, no entanto, eu e os meus colegas do 1º ano não conseguimos assistir à primeira apresentação do Professor Ricardo Coscurão, e do colega Pedro Rafael do 2º ano, pois atrasámo-nos com o almoço. Mas pelo que me apercebi pelos comentários dados, assim como o tema da apresentação, deu para compreender que devem ter sido muito interessantes e didáticos, principalmente do nosso colega Pedro. Tal como o nome da sua apresentação diz: "Balança Comercial e o Setor Terciário: uma aula didática", dizendo respeito a uma aula muito didática que executou no seu estágio profissional neste último ano. Fica o registo fotográfico do Professor Ricardo Coscurão (à esquerda) e do colega Pedro Rafael (à direita).

IMG_20220624_152052.jpg

A apresentação seguinte, e última desta sessão, disse respeito à apresentação do colega do 2º ano, Tiago Gonçalves, que apresentou de modo online, onde intitulou o seu trabalho de "Google Earth como espelho do mundo na sala de aula". Na minha opinião, esta foi uma das apresentações mais interessantes para mim, pois este meu colega conseguiu articular as novas tecnologias ao ensino da Geografia. Eu própria, na pouca experiência que tenho decorrente do estágio, também utilizei o Google Maps para mostrar aos alunos do 7º ano dos diferentes acidentes da costa portuguesa, fazendo uma espécie de "visita virtual", caminhando pelo acidente mais a Norte até ao que se encontra mesmo no Sul de Portugal. Tal como estes alunos a quem apresentei esta "visita", os alunos do colega Tiago também gostaram muito deste tipo de aulas e de trabalhos, pois são lecionados e evidenciados à mesma os conteúdos principais, mas de uma forma mais cativante e motivadora para os alunos.

IMG_20220630_155153.jpg

De seguida, houve uma pequena pausa, passando então para a última sessão de apresentações, onde eu e a minha colega Ana estamos incluídas.

Começámos a nossa apresentação por volta das 16h, onde tivemos como moderador o Professor Joaquim Vítor Costa, do Colégio Atlântico. 

Eu e a minha colega fomos as primeiras a apresentar nesta sessão, onde decidimos abordar um trabalho, que elaborámos as duas (com outros colegas) na unidade curricular de Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP) intitulado de "Salta de paraquedas para a terra com perfume a café". Julgámos que seria muito pertinente apresentarmos um trabalho que aborda esta metodologia, pois seria ótimo, um dia, que a pudéssemos implementar com os nossos (futuros) alunos.

Durante esta apresentação, tivemos ainda o prazer de termos na sala de conferências a assistir, para além do professor Sérgio, o professor Herculano Cachinho, que foi quem nos apoiou nesta unidade curricular.

Através deste trabalho e desta apresentação quisemos demonstrar o que é a metodologia ABP, que consiste num ensino maioritariamente centrado no aluno, onde existe trabalho de grupo e autónomo. Aqui, os alunos são divididos em grupos aleatórios, sendo atribuída uma situação a estes (com o apoio de um guião), sendo que cada um dos grupos, através do conhecimento de cada um destes e através da pesquisa realizada, vão encontrar o "problema" existente e tentar encontrar uma (ou mais) solução para a resolução do mesmo. 

No nosso caso foi-nos proposto a elaboração do festival visando atingir um fim, onde o nosso grupo decidiu abordar a questão da multiculturalidade em Lisboa e em Portugal, onde tentámos ainda salientar a importância de Lisboa enquanto "cidade educadora".

O nosso projeto passava por um festival, com a duração de quatro fins de semana, onde em cada um dos fins de semana, este iria realizar-se num sítio diferente de Lisboa, onde estariam presentes vários países de todo o mundo, englobando a gastronomia e a cultura de cada um destes países, incrementando a diversidade cultural, a união destas culturas, enquanto se tentava incluir os mais jovens nestas iniciativas. Na foto em baixo, à esquerda está a minha colega Ana e à direita estou eu .

IMG-20220624-WA0022.jpg

A apresentação seguinte disse respeito à aluna do 2º ano, Maria Inês Abrantes, que nos apresentou um trabalho também muito interessante, onde aborda a ligação entre Geografia e o uso sustentável da água, neste caso em Portugal, sendo que abordou este tema numa das suas aulas no estágio do mestrado. Gostei da forma como implementou este assunto com os alunos, como os motivou e como os chamou a atenção para este problema atual, e que por vezes, até mesmo os adultos, não têm a noção.

IMG_20220624_161301.jpg

Por fim, para finalizar este dia de apresentações, chegou a vez do moderador desta mesa de apresentações, o Professor Joaquim Vítor Costa, que veio também abordar a metodologia de ABP, através de um projeto que tem desenvolvido, intitulado de "Projeto i9atlântico".

Uma grande parte desta apresentação dizia respeito a muito do que eu e a minha colega já mencionámos na nossa apresentação, sendo que "poupámos" assim tempo ao professor como alguns conceitos e definições. 

No fim desta apresentação eu e os meus colegas pedimos ao professor Joaquim que nos cedesse o PDF que possui onde é possível verificarmos várias características desta metodologia, como aplicar em diversos anos de escolaridade e em que temas/conteúdos. 

IMG_20220624_162643.jpg

Por fim, mas não menos importante, chegámos à sessão de encerramento, em que tive o prazer de participar. Tive ao meu lado a presidente da associação de estudantes do IGOT, a Mafalda Seguro e o Professor Sérgio Claudino.

Fui eu quem arrancou com este encerramento, agradecendo a todos os professores do IGOT e do IE, a todos os professores cooperantes de diversas escolas que também vieram apresentar projetos e experiências suas. Um agradecimento também aos meus colegas do primeiro ano por participarem, apesar de termos sido poucos, e também aos colegas do segundo ano por partilharem connosco as suas experiências, que iremos nós, do primeiro ano, vivenciar. 

IMG-20220624-WA0007.jpg

E assim se passou um dia, muito enriquecedor, muito cheio de partilhas e de conhecimento, de alegria e boa disposição.

Espero para o ano estar novamente presente, acompanhada pelos meus colegas, e possamos dessa vez, passarmos os nossos conhecimentos e experiências aos futuros alunos deste mestrado em ensino.

Deixo aqui uma última fotografia, que retrata este dia.

Encerramento jornadas.jpg

Este poderá ser o meu último post, por agora, mas assim que recomeçarem as aulas e o estágio, venho aqui para vos contar tudo. Têm estado comigo desde o início deste meu percurso e quero que assim se mantenha até ao fim deste.

Obrigada a todos, boas férias e até já!!! 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.