Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ensino em Geografia - Iniciação à Prática Profissional I

Planificação de Aulas - Geografia

23.03.22 | Patrícia Anjos

Olá a todos e a todas!!

Volto novamente para falar um bocadinho sobre este meu percurso no mestrado, e principalmente na unidade curricular de Iniciação à Prática Profissional I.

Neste post, falarei sobre um pouco do que falei no último post, referente às perguntas dirigidas à turma e/ou aos alunos, e depois passarei, tal como está no título deste post, para a exemplificação de uma planificação de aula de geografia.

Quando as perguntas são dirigidas aos alunos, estas devem ser abertas ou fechadas?

Geralmente, as perguntas devem ser abertas, sendo que as devemos fechar mais, se repararmos que os alunos não respondem. Por exemplo, se o assunto em causa for sobre a distribuição da população em Portugal, uma pergunta aberta poderia ser:

"Porque existem mais pessoas no litoral do que no interior?" ou "Como se distribui a população de Portugal?". Se com estas perguntas mais simples e mais abertas não obtivermos respostas, temos então de fechar mais a pergunta para aumentarmos a probabilidade de recebermos respostas, como, por exemplo:

"Há mais pessoas no litoral ou no interior?" ou "Existem mais oportunidades de emprego no litoral ou no interior?".

Encerrando o assunto das perguntas dirigidas na aula, passamos a outro assunto igualmente importante para nós, que estamos agora a começar a entrar nesta profissão de professores, o como "arrancar" a aula. No arranque da aula, é necessário criar um ambiente de trabalho, onde dirigimos a pergunta central da aula a todos os alunos. Isto faz com que haja a vantagem de que algum aluno responda, e depois, então, começamos a integrar os outros alunos e começamos a desenvolver a matéria em questão.

Ainda em volta das perguntas dirigidas na aula, esta deve ser escrita no quadro, com destaque como se fosse um título, escrita numa zona central. Se houver alguma imagem complementar a essa questão, esta deve ficar imediatamente abaixo da questão. Do lado esquerdo do quadro, ficam os registos principais que queremos que os alunos retenham, enquanto do lado direito, ficam os esquemas/imagens que são para apagar. 

Há que salientar que estes pontos que referi acima neste post, não são obrigatórios e não tem de ser sempre assim, no entanto, é o mais aconselhável e é o que resulta melhor em termos de concentração e fixação da matéria por parte dos alunos.

A seguir, passámos para uma parte mais prática da aula, onde o professor Sérgio, forneceu a cada um dos alunos, um exemplo de uma planificação de aula, em branco, mostrando logo de seguida essa mesma preenchida.

Em baixo, é possível visualizarmos a tabela da planificação em branco:

5º post - 1.png

Começando pela primeira coluna, os objetivos, estes são destinados/concretizados para os alunos. Há objetivos gerais e objetivos específicos. Os objetivos gerais são formulados sobre algo geral e/ou abrangente. Normalmente, estes iniciam-se com os verbos "compreender" ou até mesmo "conhecer", sendo o primeiro o mais favorável. Um exemplo de um objetivo geral é: "Compreender o conhecimento". Por outro lado, os objetivos específicos são desenvolvidos a partir do(s) objetivos(s) geral(s), sendo estes relativos a uma ação mais concreta, como, por exemplo: "Explicitar o conceito de densidade populacional", em vez de ser apenas "Explicitar um conceito". Neste caso, é possível recorrer-se a uma maior variedade de verbos. Estes não devem ser uma repetição dos termos usados na descrição dos conteúdos (2ª coluna).

Na coluna seguinte é possível encontrarmos os conteúdos. Estes derivam dos programas curriculares em vigor no momento.

Na 3.ª coluna, temos as ações estratégicas. Estas correspondem com as aprendizagens essenciais. As ações estratégicas são as atividades que o professor vai solicitando nas aulas, de modo a desenvolver o conteúdo lecionado. Isto serve para haver um levantamento dos conhecimentos prévios dos alunos, para que os alunos fiquem mais motivados, que se desenvolva um significado do conhecimento através da ligação da matéria com o quotidiano do aluno, de modo que este possa associar a(s) matéria(s) em questão ao seu dia a dia. 

Em termos dos recursos, podemos utilizar:

5ºpost -2.png

Para além do manual e do quadro, o projetor é um dos recursos mais essenciais, pois através dele é possível mostrar aos alunos o próprio manual em versão digital, é possível proceder à visualização de vídeos, de mapas, de gráficos, de exercícios, etc.

Quando apresentamos vídeos à turma, destes devem ser acompanhados por uma ficha para os alunos preencherem sobre esse mesmo vídeo, para que os alunos estejam atentos durante a visualização do mesmo e consigam captar os momentos essenciais.

O tempo é fundamental na planificação de qualquer aula, pois permite que haja uma ordem cronológica controlada em cada ação e fase da aula. Este tempo estipulado, pode nem sempre, corresponder depois à realidade, pois basta demorar mais um pouco a acalmar os alunos no início da aula ou a demorar mais tempo a explicar uma parte da matéria onde os alunos tenham mais dúvidas, o que faz com que a cronologia que demos inicialmente não corresponda ao que realmente acontece. Cada professor, independentemente da sua experiência, deve ser alguma sensibilidade para perceber quanto tempo demorará, por exemplo, a realizar o sumário, a (efetuar) a chamada, a apresentar a matéria, etc. O controlo do tempo permite que haja um melhor desenvolvimento da aprendizagem.

Por fim, mas não menos importante, a avaliação. A avaliação deve estar presente para que o professor possa ter, nem que seja, um feedback da situação de cada aluno em termos da matéria em que se encontram.

Deixo agora em baixo uma planificação já preenchida, de modo que tenham a noção de como é:

5ºpost 3.png

5ºpost 4.png

Por fim, como habitual, deixo o sumário desta sessão:

  • As perguntas devem ser abertas, e na sua reformulação, serem fechadas;
  • Há uma divisão mental do quadro, ficando à esquerda os registos mais importantes;
  • A importância do documento escrito na sociedade e na sala de aula;
  • Os objetivos da planificação são feitos em função dos alunos;
  • Realização da planificação de uma aula em grupo.

 

Até à próxima!! 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.